Extrair o diretório /home para outra partição

Normalmente quando vamos instalar um sistema linux, utilizamos o /home como outra partição, porém nem sempre as pessoas fazem isso, algum amigo inexperiente pode ter instalado sem nem pensar nisso, daí queremos ajudar o cara a colocar um sistema organizado para ele, fazendo assim mantê-lo no linux :)

Para mudarmos um diretório para outra partição basta criar outra partição e copiar os arquivos desejados para lá, porém, no caso do /home tem um caso particular, se fizer isso de qualquer maneira, você não irá conseguir executar corretamente o ambiente gráfico, devido a exigências existentes para o serviço de ambiente gráfico.

Caso você deseje separar a partição que está instalado o sistema, você não poderá iniciar o sistema operacional já instalado, para resolver isso você pode utilizar o ubuntu live, através de um pendrive ou mesmo um CD, nesse caso é necessário iniciar um sistema separado porque para fazer operações numa partição a mesma não pode estar em uso, o que seria impossível fazer na própria partição onde está rodando seu sistema operacional.

Agora devemos criar a partição onde deseja colocar seu arquivos do /home, utilize o gparted ou qualquer editor de partições de sua preferência para realizar essa tarefa, o próximo passo é montar a partição, se estiver no ubuntu basta ir em Locais e clicar no link correspondente à sua partição que acabou de criar, com a partição criada e montada você já pode copiar todos os arquivos de dentro da pasta /home (não inclua o /home) para sua nova partição. Para isso, vá até o terminal de digite:

sudo cp /home/* /media/PARTICAO_MONTADA -p -r

Importante: não mova seus arquivos para evitar qualquer problema, faça um cópia!

Agora devemos “liberar” o diretório /home para que seje montado apontando para outra partição. Então agora devemos renomear a pasta /home para outro nome qualquer (/home_backup por exemplo) e criar novamente a pasta /home (por enquanto esta pasta ficará vazia), para fazer isso utilize o gerenciador de arquivos como super usuário (executar – alt + F2 – digite: “gksu nautilus”), ou se preferir vá pelo terminal:

sudo mv /home /home_backup
sudo mkdir /home

E agora o último passo é indicar ao seu sistema que ele deverá montar a partição recém criada no diretório /home, agora entra o arquivo de configuração /etc/fstab, que serve justamente para indicar as configurações de montagem dos sistemas de arquivos na inicialização do sistema, abra esse arquivo no editor de textos de sua preferência como super usuário (exemplo: execute “gksu gedit /etc/fstab”), duplique a linha onde a segunda coluna contém apenas uma /, adapte essa linha duplicada às informações da nova partição, na primeira coluna você encontrará um identificador da coluna (vários caracteres) ou um caminho do tipo /dev/sda1, na segunda coluna você encontrará o diretório onde será montado a partição (nesse caso você indicará /home) e mais a frente encontrá o tipo do sistema de arquivos da partição (na maioria dos casos: ext3 ou reiserfs)

Dica: para encontrar o identificador de sua partição, vá até o gparted, clique com o botão direito em cima da partição em seguida Informações, o valor que está procurando é o UUID.

Agora é só reiniciar o computador e verificar se funcionou, se não funcionar corretamente, pode ocorrer tanto do ambiente gráfico não vir a funcionar como também não permitir seu login. Se isso ocorrer e você desejar voltar ao que era antes, basta voltar ao ubuntu live, exlcuir o /home que está vazio e renomear a pasta /home_backup de volta para /home, após isso apague a linha que você adicionou manualmente no arquivo /etc/fstab

Minhas aventuras com o OpenSolaris 2008.05

Na última semana chegou na minha casa um cd do opensolaris 2008.05, um cd bonitinho o qual eu não fazia a miníma idéia do que ele era capaz de fazer, brincadeira, mas eu passei sufoco com o opensolaris ontem, dei boot no live cd, na tela de particionamento para instalar o sistema operacional, ele detectou minhas partições, até aí blz… eu tinha uma ntfs, uma reiserfs, uma swap.

Como eu não tava preocupado com a partição ntfs eu resolvi abrir mão dela e colocar o partição do opensolaris em seu lugar, então logo que selecionei a opção de substituir a partição, o instalador me alertou para cada partição que eu tinha: “Essa partição será apagada e todos os dados serão perdidos”. Pensei, “Não é possível que ele vai mecher nas outras partições”, então mandei next, na última tela ele me alertou apenas quanto a partição que eu gostaria ter substituído, pensei de novo: “Bom agora ele tá dizendo que vai fazer o que eu realmente quero”, a instalação foi um “sucesso”.

Reiniciei o computador e dei boot no opensolaris, gostei muito do desempenho dele, instalei o netbeans e me pareceu bem mais rápido do que em outros sistemas operacionais que já utilizei. Bom, tudo seria uma maravilha se eu não tivesse reiniciado o PC pra recuperar o grub do ubuntu e descobrir que o opensolaris tinha apagado todas as minhas partições, isso mesmo, todas as minhas partições excluídas com exceção a que ele mesmo criou, aí pronto, começou meu desespero, todos os meus arquivos despareceram e não tenho nenhum backup.

Resolvi então procurar algo pra recuperar minha tabela de partições, já que ele tinha apenas excluído minhas partições e sequer tinha criado algo em cima dela, o problema agora era, meus dados ficam numa partição estendida, o que normalmente é mais difícil para se recuperar a tabela de partições, com uma pesquisa rápida no google fui parar num excelente link do guiadohardware [http://www.guiadohardware.net/tutoriais/recuperando-particoes-corrigindo-sistemas-arquivos/] e utilizano o testdisk conseguir restaurar minhas partições e voltar a ficar tranquilo.

Bom, em resumo gostei do opensolaris, salvo o susto que ele me deu excluindo minhas partições, nele existe um gerenciador de pacotes (IPS) muito bom que é semelhante ao apt do ubuntu, também existe um GUI para trabalhar com o IPS no opensolaris para facilitar o trabalho. O que eu achei super legal foi ter encontrado um screencast em português fazendo um tour do IPS[http://frsun.downloads.edgesuite.net/sun/08D12331/index.html], muito legal.